Brasil ‘está indo longe demais’ na segurança na internet, critica ‘Financial Times’

marco-civilO jornal britânico Financial Times pede que a presidente Dilma Rousseff repense a adoção de novas regras para a internet. No principal editorial da edição desta quarta-feira, a publicação argumenta que algumas ideias do Marco Civil da Internet podem prejudicar economicamente o Brasil e ainda levariam outras nações a seguirem a regra brasileira. Com o título “Brasil indo longe demais na segurança na internet”, o jornal classifica a proposta como “protecionista” e diz que o Brasil é “o único país que pode influenciar” o debate deflagrado pela denúncias de espionagem da Casa Branca.

“Mais que qualquer outro, o país que pode influenciar a forma como essa polêmica se desenvolve é o Brasil. A presidente Dilma Rousseff expressou fúria contra as revelações de espionagem dos Estados Unidos. Consequentemente, o governo reagiu com um extenso conjunto de medidas destinadas a proteger brasileiros do que se considera uma máquina de vigilância dos EUA fora do controle”, diz o editorial.

O principal ponto criticado pelo FT é a proposta que exige que todas as informações sobre o uso da internet pelos brasileiros fiquem armazenadas no País. “Esta medida teria grandes implicações. Exigiria que as empresas de internet dos EUA que operam no Brasil teriam de duplicar sua infraestrutura já existente com a criação de enormes e caros centros de dados no País. Isso, inevitavelmente, faria com que essas empresas se perguntassem se devem restringir suas operações no Brasil”, diz o texto. “Isso seria ruim para competitividade e prejudicial para o setor de tecnologia brasileiro”, completa o texto.

Além de prejudicar o Brasil, o FT argumenta que a adoção dessas medidas seria “ruim para a liberdade global da internet”. Ao afirmar que o mundo pode ser dividido entre dois grupos – um com liberdade total na rede liderado pelos EUA e outro com controle da web reunindo China, Rússia e Irã -, o editorial diz que Brasil, Turquia e Indonésia compõem um grupo “que vacilou sobre qual caminho tomar”. “Se o Brasil, o segundo maior mercado mundial do Facebook, se tornar um defensor do protecionismo na internet, outros o seguirão.”

Apesar de criticar a proposta brasileira, o FT diz que a culpa da reação brasileira é dos EUA. “A presidente do Brasil tem direito de se sentir seriamente prejudicada”, diz o texto, que pondera, porém, que o resultado das medidas propostas poderia ser negativo para o País. “É ruim para o Brasil, que pode sofrer economicamente, e isso é ruim para a rede mundial de computadores, que corre o risco de entrar em uma era de fragmentação e regulação. Dilma precisa pensar novamente”, diz o texto.

Fonte: Estadão

Anúncios

5 pensamentos sobre “Brasil ‘está indo longe demais’ na segurança na internet, critica ‘Financial Times’

  1. Penso que os países detentores das maiores empresas de internet, os EUA, estão tremendo, afinal de contas quem tem mesmo mais a perder com o controle proposto pelo Brasil, nós ou eles? É claro que eles. Perderiam bilhões em operações, em negócios com seus parceiros. A soberania de um povo foi vergonhosamente infringida. Apoiarei e divulgarei qualquer retaliação a estes estúpidos. Quem ou o quê eles pensam que são?

  2. Sergio Cabette • Só se atinge a maturidade quando a sociedade como um todo aprende com os seus próprios erros e acertos.
    E quando zela pela sua soberania e dá-se o respeito.
    Direito e Deveres.
    Obrigações e Responsabilidades.
    Tanto na âmbito nacional como internacional.
    Abs,
    KBT

  3. Mauro Fransoni

    Tecnólogo em Segurança da Informação

    Artigo interessante. Quando citam a decisão de Dilma com relação ao controle da internet deixam escapar que Estados Unidos defende a “liberdade no uso da internet”. É, acho que tenho que rever alguns conceitos afinal: “Que tipo de liberdade é esta que deve ser vigiada para o bem de um único país ou de um grupo de países interessados”?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s