bPesquisa da Juniper Research sustenta que o BYOD – traga o seu próprio dispositivo – está redefinindo a conectividade empresarial. Segundo a consultoria, o número de funcionários usando smartphones e tablets próprios no ambiente de trabalho deverá passar de 1 bilhão até 2018.

Em função disso, um mercado também apresenta tendência de alta: o da segurança. O levantamento da consultoria projeta um crescimento constante na receita de software de segurança – chegando a 40% da receita de vendas globais de segurança móvel ao fim de cinco anos. A área será impulsionada, apura a Juniper Research, pela necessidade de mitigar os riscos de fraudes a partir dos dispositivos móveis.

Posição também compartilhada pelo Gartner. De acordo com a consultoria, o BYOD não pode ser encarada tão somente como uma política de aquisições. É preciso pensar nas aplicações e na plataforma para suportá-las.

“Desenhar aplicativos endereçados à demanda de BYOD é diferente de implementar políticas ou planos estratégicos. O BYOD deve orientar um portfólio neutro de aplicativos e uma arquitetura flexível. O gestor de TI não pode pensar diferente. Será um risco à segurança e à eficiência”, detalha Darryl Carlton, diretor de pesquisa do Gartner.

Fonte: Convergência Digital